Hidrovar - Materiais Hidraulicos

+ 55 41 3332-7299
+55 41 9 9719-6059

Hidrovar - Materiais Hidraulicos

Orçamento

Produtos

Sprinkler para incêndio 

O que são os Sprinklers para incêndio, ou chuveiros automaticos? 
 
Os chuveiros automáticos são dispositivos com elemento termo-sensível projetados para serem acionados em temperaturas pré-determinadas, lançando automaticamente água sob a forma de aspersão sobre determinada área, com vazão e pressão especificados, para controlar ou extinguir um foco de incêndio.
Os chuveiros automáticos que possuem a Marca de Conformidade ABNT à norma ABNT NBR 6135 tem sua qualidade assegurada por um processo de certificação independente e de supervisão contínua.
 
Hidrovar Sprinklers
 
Composição do Chuveiro Automatico
 
Os chuveiros automáticos ou sprinklers são compostos basicamente pelos seguintes componentes:
 
Corpo: parte do chuveiro automático que contém rosca, para fixação na tubulação, braços e orifícios de descarga, e serve como suporte dos demais componentes;
 
Defletor: componente destinado a quebrar o jato sólido, de modo a distribuir a água, segundo padrões estabelecidos nas normas brasileiras;
 
Obturador: componente destinado à vedação do orifício de descarga nos chuveiros automáticos e que também atua como base para o elemento termo-sensível tipo bulbo de vidro;
 
Elemento Termo-Sensível: componente destinado a liberar o obturador por efeito da elevação da temperatura de operação e com isso fazer a água fluir contra o foco de incêndio. Os elementos termo-sensíveis podem ser do tipo ampola de vidro ou fusíveis de liga metálica;
 
Posições 
 
Os chuveiros automáticos podem ser instalados em várias posições, e para cada uma delas tem um formato de defletor adequado. As posições mais encontradas nas instalações podem ser classificadas em:
Pendente (Pendent): quando o chuveiro é projetado para uma posição na qual o jato é dirigido para baixo para atingir o defletor e espalhar o jato;
Para Cima (UpRight): normalmente utilizada em instalações onde as canalizações são expostas (ex: garagem), esse modelo faz com que o jato suba verticalmente até encontrar o defletor, que de uma certa forma “reflete” o jato na direção oposta, ou seja, para baixo;
Lateral (Sidewall):  modelo projetado com defletor especial para descarregar a maior parte da água para frente e para os lados, em forma de um quarto de esfera, e uma parte mínima para trás, contra a parede.
 
Temperaturas 
 
Os chuveiros automáticos são aprovados em graus nominais de temperatura para seus acionamentos, variando de 57˚C a 343˚C, determinados pelas temperaturas máximas permitidas nos ambientes, já considerando uma margem mínima de acionamento de no mínimo 20˚C acima.
Para que o acionamento dos chuveiros automáticos fique dentro do tempo estimado previsto pelos fabricantes, vários fatores podem influenciar, sendo os principais:
A altura do pé-direito: quanto maior a altura, maior o tempo de acionamento;
O afastamento chuveiro em relação ao teto: quanto maior a distância, maior o tempo de acionamento
As temperaturas de acionamento determinadas na NBR6135, e que seguem o padrão internacional, são identificadas da seguinte forma:
 
Temperatura Nominal (˚C )         Coloração do Líquido
                   57                                                   Laranja
                   68                                                  Vermelha   -  Bitola Comercial 
                   79                                                   Amarela    -  Bitola Comercial   
                   93                                                     Verde
                  141                                                     Azul
                  182                                                     Roxa
              183 a 260                                                Preta
 
Vazão 
 
A vazão de água através de um chuveiro automático depende da característica mecânica do mesmo, representada pelo seu fator de vazão K, e da pressão da água imposta na rede hidráulica. De forma simplificada a equação abaixo exprime bem essa relação:
 
Vazão (l/min) = K (l/min.(KPa)-1/2) x Pressão(Kpa)1/2
 
De posse dos valores do K para uma gama de sprinkler, o projetista do sistema de proteção e combate ao incêndio, que de antemão já calculou o risco para um certo ambiente e a necessidade de vazão (ou vazão por m2) para o local, poderá determinar, facilmente, a quantidade e o tipo de sprinkler a ser aplicado na instalação.
 
Identificação 
 
As normas ABNT NBR 6135 e 6125 definem que os sprinklers devem apresentar no mínimo, no corpo e/ou no defletor, as seguintes marcações:
Marca do fabricante e modelo do sprinkler
Temperatura nominal de operação
Ano de fabricação
Diâmetro nominal do orifício
Letra código da posição
Cores corretas dos elementos termo-sensíveis
 
Adicionalmente a estas identificações, deve ser estampada a Marca de Conformidade ABNT, no caso do produto possuir esta certificação, o que também implica ter o processo produtivo do sprinkler qualificado e certificado.

Canopla para Sprinklers

Canopla para Sprinklers de Incêndio

Protetor Gaiola para Sprinklers

Protetor tipo gaiola para Sprinklers metálico cromado

Sprinkler Metálico Cromado 68°

Sprinkler Metálico Cromado 68°

Sprinklers Metálico Cromado 79°

Sprinkler Metálico Cromado 79°

Tubo Flexivel para Sprinkler

Tubo Flexivel para Sprinkler Cromado

Para receber nossas novidades basta preencher os campos ao lado:

Horário de Atendimento

Horário de atendimento: 08h às 11h45 - 13h às 18h00
de segunda à sexta-feira, horário de Brasília (exceto feriados).

Localização

Rua João Fagundes Machado 429.
Guaíra - Curitiba PR - Brasil

Mapa
+ 55 41 3332-7299
+55 41 9 9799-7608 +55 41 9 9719-6059 +55 41 9 9810-7095 +55 41 9 9803-5904
As imagens exibidas são meramente ilustrativas. Todos os direitos reservados.
Powered By Totalize Internet Studio.